6 Razões para não pedalar na contramão

Quando eu comecei a pedalar, láááá na infância, tinha a convicção de que pedalar na contramão era mais seguro, pois estava vendo tudo o que vinha em minha direção. E até hoje, muita gente pensa assim.

Mas não é!! Além de ser proibido pelo código de trânsito:

“Art.: 58
– nas vias urbanas e nas rurais de pista dupla, a circulação de bicicletas deverá ocorrer, quando não houver ciclovia, ciclofaixa ou acostamento, ou quando não for possível a utilização destes, nos bordos das pistas de rolamento, NO MESMO SENTIDO da circulação regulamentado para a via, com preferência sobre os veículos automotores.

Parágrafo único. A autoridade de trânsito com circunscrição sobre a via poderá autorizar a circulação de bicicletas no sentido contrário ao fluxo dos veículos automotores, desde que dotado o trecho com ciclofaixa.”

Maaaas, mesmo quando digo isso pra quem defende circular na contramão, me retrucam:

– Mas eu acho muito melhor porque estou vendo e me sinto seguro com isso!!

E esse pensamento está errado, vou citar alguns motivos além da lei, pra convencer você a NÃO circular na contramão:

1 – Os motoristas não irão lhe ver quando estiverem entrando em uma via pelo lado contrário, pois estarão cuidando dos veículos que estão no sentido do trânsito, contrário ao seu;

2 – Os motoristas não irão lhe ver quando abrirem a porta do carro, pois estão cuidando se vêm outro carro olhando no retrovisor;

3 – Os pedestres não irão lhe ver ao atravessarem a rua, pois naturalmente olham para o lado de onde vêm os carros para então atravessarem;

4 – Fica mais difícil desviar de um carro que eventualmente possa vir em sua direção, e o motorista também terá dificuldades para frear e desviar, pois as velocidades estão somadas… Se você estiver no mesmo sentido, o motorista terá mais tempo de frenagem antes de o carro lhe atingir, diminuindo a velocidade e os danos em caso de choque;

5 – A bicicleta é um veículo, portanto deve seguir as leis do Código Brasileiro de Trânsito. Respeitando, você terá muito mais chances de ser respeitado.

6 – E andando no mesmo sentido do trânsito, você naturalmente se sentirá parte dele e verá que fica muito mais simples e seguro!

Abaixo, assista ao vídeo que faz parte de uma campanha do DETRAN do Paraná por um trânsito mais seguro.

😉

6 dicas para deixar a bike segura ao estacionar

O furto de bicicletas é uma triste realidade e difícil de combater. A gente sabe que todo mundo rala pra comprar qualquer bicicleta que seja, das mais simples até as mais equipadas e caras. Então o que temos que fazer é manter a nossa magrelinha o mais segura possível.

Eu confesso que não gosto de deixar a Brigitte estacionada na rua e como tenho lugar pra ela dentro do escritório não preciso me preocupar com isso enquanto estou no trabalho. Mas, quando vou em outros locais, uso uma outra bicicleta que temos aqui em casa só pra  isso: a Geni (aqui em casa todas tem nome!), uma Caloi bem simples e que chama menos atenção. Assim, fico mais tranquila enquanto faço minhas voltas, vou ao banco, feira, supermercado e etc… Mas mesmo ela sendo mais simples, temos sempre o cuidado de mantê-la segura para evitar que alguém a leve, afinal é nossa companheira em muitos trajetos.

Então, vamos dar umas dicas para deixar sua bike segura ao estacionar e livre dos mal-intencionados:

1 – Se você não for estacionar em um bicicletário, escolha um local em que ela não fique muito isolada, mas que também não atrapalhe ok? Deixar a bicicleta amarrada a uma placa bem no meio da calçada atrapalhando os pedestres não é legal!

2 – Certifique-se de que este local onde você vai amarrá-la é bem firme, preso ao chão;

3 – Se a roda dianteira da bicicleta for de engate/desengate rápido, é necessário passar o cadeado prendendo a roda e quadro no paraciclo. Assim evita de levarem a sua roda embora. Acredite, isso é bem comum de ocorrer. E nunca, nunca prenda a sua bicicleta somente pela roda!

bike estacionamento

Segundo especialistas, este é o melhor jeito de prender a bicicleta. Imagem: Kryptonite Locks

 

4 – Se o seu selim tem o mesmo sistema de engate/desengate rápido, convém tirá-lo e levar com você, ou prenda-o junto com a roda e o quadro no cadeado;

5 – Evite deixar na bicicleta: lanternas, alforjes, garrafinhas de água que também viram alvos de furtos;

6 – Escolha um cadeado que seja mais resistente, que seja difícil de ser cortado por alicates ou serras. Os mais indicados são os de cabo de aço grosso e os tipo U-lock, e se puder use os dois!

cadeado-espiral-segredo-moto-bicicleta-12x185-troca-codigo-13803-MLB141285283_669-O

Cadeado de cabo de aço grosso

u lock 2

Cadeado U-lock

 

Por fim, vale deixar aqui o recado para NUNCA comprar bicicletas, peças ou acessórios sem procedência. O que alimenta o esquema de roubos de bicicletas é a receptação e mercado negro dessas bicicletas e peças.

Então, façamos a nossa parte! 😉