Papo sobre Cycle Chic

Olá pessoal! Na semana passada nós falamos aqui sobre o bate papo sobre Cycle Chic que aconteceria lá na Bicicletaria Garupa, lembram? Aliás, quem ainda não conhece a Garupa, vale a pena fazer uma visita, uma bicicletaria super descolada e diferente de qualquer outra que já se viu em Floripa.

Saímos do centro acompanhadas da Brigitte e da Henriqueta (as bicicletas) e percorremos aproximadamente 7 km até o local. Fomos vestidas de acordo com nosso estilo, como costumamos nos vestir no dia-a-dia, eu de macaquinho de viscose e a Michelle de shortinho, camiseta e blazer.

papo cycle

Na saída… E no percurso!

Chegando lá o bicicletário já estava quase lotado, mas ainda havia um paraciclo livre onde pudemos amarrar nossas magrelas. 😀

10351400_869287043102297_5045794366416004399_n

Eu e a Brigitte (a bike), no bicicletário clicadas por Fabricio Souza.

Muita gente foi prestigiar, tanto mulheres quanto homens, e nós fizemos alguns registros do evento pra mostrar como foi.

IMG_4958

Naiara mostrando uma capa de chuva, super linda…

IMG_4961

IMG_4963

IMG_4968

O papo rolou solto, super descontraído graças à leveza com que a Naiara compartilhou suas histórias.

Com muito bom humor, Naiara abordou vários temas dos quais nós já falamos aqui no blog também, mostrou dicas super importantes sobre vestuário, maquiagem, o que fazer com o cabelo, como usar saias e vestidos mesmo indo de bike, como se proteger do sol, da chuva… Fez tudo parecer tão simples e óbvio!

Teve pipoca para a galera e quem quis acompanhou com uma cerveja, que aliás sempre tem disponível para comprar no Garupa e estava geladíssima!

Nós adoramos o evento. Foi muito legal conhecer algumas leitoras do blog, assim como conversar com pessoas que já usam a bicicleta no dia a dia e outras que querem começar. Sentir que o papo deu ânimo para mais gente colocar suas bikes na rua e começar a praticar o Cycle Chic por aí foi o ponto alto do evento. Precisamos de cada vez mais eventos como esse pela cidade.

Agradecemos aqui o convite, e a receptividade de todos. 😉

Beijinhos, Aline.

Uma vontade e pneu furado…

Neste fim de semana que passou estive no Vale dos Vinhedos em Bento Gonçalves na Serra Gaúcha, a terra dos vinhos. Que lugar encantador…
Infinitos tons de verdes compõem a paisagem, intermináveis parreiras de uvas se estendem por todo o vale, a cada curva um convite para conhecer uma vinícola, cada uma com sua peculiar produção de vinhos, sucos e geléias… Sem falar na comida: massas caseiras, galeto, carnes, queijos, polentas… hummmm. É um lugar onde se come e bebe muito bem!

Bom, a razão da minha viagem foi aproveitar um compromisso de trabalho que meu namorado tinha na região para conhecer o lugar e ainda comemorar nosso aniversário de namoro. E foi perfeito!

DSC04072

DSC04003

Ficamos hospedados em uma pousada familiar no Vale dos Vinhedos, super aconchegante e com atendimento nota dez! A pousada chama Ca’di Valle e a própria família toma conta de tudo. Fomos muito bem recebidos pela dona da pousada, a Sra Vilma, que nos esperava com sucos e vinhos produzidos ali mesmo na propriedade… que felicidade!

Depois de conhecer a pousada, visitar o parreiral de uvas e o local onde é feito o vinho da familía, o Thiago foi cuidar dos compromissos de trabalho dele e fui procurar o que fazer nesse tempo. Com o dia lindo que estava e aquela paisagem incrível ao redor, na hora pensei: “vou perguntar para a dona Vilma se eles não tem um bicicleta pra me emprestar, rs”. E não é que ela tinha!? Iupiiiiii… o/
Os pneus estavam vazios, então lá foi o esposo da dona Vilma, o seu Jandir, encher os pneus para mim… rs.

E lá fui eu explorar a redondeza, advertida pela família que andar pelo asfalto seria perigoso por não ter acostamento e os carros andarem em uma velocidade muita alta por ali. Ok, me conformei com a ideia de que não poderia ir muito longe. Coloquei uma blusa de viscose manga longa, pois apesar do sol tinha um arzinho frio pela manhã, e um short de alfaiataria com sapatilha para o meu passeio.

DSC04016

DSC04013

Só que a minha alegria não durou muito, logo que cheguei na saída da pousada vi que o pneu de trás estava vazio novamente, estava furado…  🙁

Mas tudo bem, consegui fazer umas fotinhos e registrar a beleza do lugar.

Conversando com a familia depois, fiquei sabendo que já existe um projeto reivindicando ciclovias no Vale do Vinhedos… Boa notícia! A gente só espera que não demore décadas, por a região é linda e é um roteiro e tanto para o pessoal que curte cicloviagem.

😉

 

Começando pela ciclovia

Oi meninas! Hoje,  vim contar sobre o meu primeiro “pedal chic”  junto com a mana. Não que eu nunca tenha pedalado na vida. Mas quando eu andava de bicicleta, há 15 anos atrás, as coisas eram diferente. Eu morava em um bairro pequeno, onde a pracinha era ponto de encontro da meninada, não haviam muitos carros circulando pelas ruas, enfim, bem diferente dos dias atuais.

Escolhemos a beira-mar norte como local, ideal para sentir a vibe de andar de bicicleta no centro da cidade. Apesar de ser ciclovia, para chegar até ela é preciso pedalar por locais onde não há ciclovias e atravessar alguns semáforos.

É importante saber que existem algumas regrinhas básicas para pedalar, e as regras aprendidas no dia foram:

  • Lugar de bicicleta é nas ciclovias/ciclofaixas e na falta delas, na rua e não em cima de calçada, quando precisar transitar em uma, desça da bicicleta e empurre ela enquanto estiver sobre a calçada;
  • Sempre andar pelo lado direito da faixa;
  • Parar no locais indicados quando houver pedestres atravessando a ciclovia;
  • Usar a buzina para alertar pedestres desavisados que você está passando.

Regras ok, agora é hora de pedalar! Ah, antes deixa só eu falar das roupas que escolhi:

Para o primeiro pedal, nada de salto alto… o ideal para pedalar é usar um calçado que seja preso no calcanhar para não sair do pé, então optei por um tênis desses de couro para me sentir mais segura. Até porque a bicicleta não é minha e eu ainda não tinha subido nela.

E para vestir, nessa época do ano é indicado o uso de roupas leves, então escolhi uma camisa de viscose e um short de sarja, ambos os tecidos tem algodão na composição que favorecem a transpiração.

O passeio foi uma delícia, com direito a parada para um cafézinho antes de voltar para casa, adorei! Conforme for me aventurando mais vou contando aqui pra vocês no Diário de uma iniciante.

cycle chic

cycle chic 2

cycle chic 3

As bicicletas das fotos são do casal Aline e Ari, elas são lindas e tem até nome, se chamam Brigitte (bege) e Henriqueta (preta). As duas são bem antigas, o casal acredita que a Brigitte seja da década de 30 e a Henriqueta da década de 50. Mas parece que saíram da loja hoje! Foram restauradas e hoje chamam atenção por onde passam como se fosse duas garotinhas de 20 anos. 😉

E o seu estilo de bike, qual é?

Beijos, Michelle.