Convite – Picnic Bela na Bike + Pedal Glamour 2ª Edição

Demorou, mas finalmente faremos a 2ª edição do Picnic Bela na Bike + Pedal Glamour! Yeahhh!!

picnic-evento-facebook-CAPA (1)

Depois da primeira edição que foi no Parque de Coqueiros, vamos agora nos reunir no Parque Natural Municipal do Morro da Cruz, um local pouco conhecido na cidade e que merece ser muito visitado.

Possui uma infraestrutura excelente e conta com uma vista espetacular, além de várias trilhas, quadras de esportes, brinquedos para crianças e etc. Em uma cidade carente por bons espaços comunitários – especialmente no Inverno – como Florianópolis, incentivar a descoberta de novos lugares públicos é algo que faz bem para as pessoas e também para a cidade.

Entrada do Parque - foto: Petra Mafalda/PMF

Entrada do Parque – foto: Petra Mafalda/PMF

Parque Natural Municipal do Morro da Cruz. foto:Petra Mafalda/PMF

Parque Natural Municipal do Morro da Cruz. foto:Petra Mafalda/PMF

 

 

 

 

 

 

 

O plano é simples: reunir pessoas legais, que gostam de pedalar – ou que querem começar – para trocar ideias e comidinhas. O picnic irá começar com um pedal, às 14 horas, saindo da Praça Gov. Celso Ramos (Praça da Woa). De lá, subiremos até o Parque. É uma ótima oportunidade para quem nunca subiu o Morro da Cruz pedalando, considerando que teremos a companhia do grupo e faremos apenas uma parte da subida (o parque fica localizado no meio da ladeira, ufa!). Para quem já é habitué do trajeto, será uma oportunidade festiva de vencer o morro mais uma vez.

Quem não se considera preparado para ir pedalando, poderá ir a pé ou mesmo pegar um ônibus. Há algumas vagas para carros no parque, mas são bem limitadas. Quem preferir ir de carro, poderá oferecer caronas no evento do Facebook. Afinal, a intenção é exaltar a coletividade.

O evento é gratuito e aberto para todos.

Estão todos convidados.

Domingo, 16 de Julho a partir das 14h.

Evento no facebook: AQUI

Atrações:

Como se pedalar, comer e conversar já não fosse bom o bastante, ainda teremos outras atrações para o dia, como:

  • Oficina Comunitária com Guerrilla Bike Coletivo
    Tragam suas bikes pra fazermos ajustes e pequenos reparos totalmente grátis, e também suas peças encostadas pra vender, trocar, doar… Check up da bicicleta, dicas para pedalar com mais segurança no trânsito, como resolver pequenos problemas na bike de maneira rápida, uso correto das marchas, altura do selim, etc.
  • Apresentação do projeto Saia na Bike com Brenda Goedert
    Muitas mulheres simpatizam com a bike mas ainda assim muitas destas mulheres resistem em incluir a magrela na rotina do seu dia a dia, muito disso por falta de conhecimento, segurança ou até mesmo companhia. O Saia Na Bike nasce para auxiliar essas mulheres a se empoderarem por meio da bicicleta e vem como uma nova fonte de conteúdo independente para estimular a independência feminina em duas rodas!
  • Oficina de Bike Polo com Deisy Christoff
    O Bike Polo surgiu na Irlanda aproximadamente em 1891, quando a bike veio para substituir os cavalos, respeitando os dias de descanso dos animais. Em 2017, Floripa sediou o II campeonato Sul Americano! Evento lindo, porém com nenhuma disputa de times femininos.
    Assim, a oficina Bike Polo com essas minas lindas vem para apresentar esta nova forma de se divertir, de aumentar a participação feminina, de mostrar como melhorar habilidades como equilíbrio, agilidade, concentração, coordenação e resistência.
    Levar: capacete, a magrela e a vontade de aprender e se divertir!
  • Vinhos com Empório Dijon
    Pode só levar as comidinhas porque o Empório Dijon estará no evento vendendo uma seleção de vinhos em taça! Teremos vinho tinto, rosé e espumante para garantir uma tarde ainda mais gostosa!

Você tem alguma atividade que se enquadra no evento? Escreva para nós 🙂

Participe, convide os amigos, venha curtir o lado de fora!

 

Como andar de bike usando salto alto

Sempre fui adepta do salto alto e apesar de atualmente usar bem menos do que nos meus 20 e poucos anos, ainda tenho paixão por esse tipo de calçado… Acho elegante, me faz sentir mais bonita e feminina.

E desde que comecei a usar a bicicleta no meu dia-a-dia, sentia falta de usar esse tipo de calçado. Tem dias em que acordo com essa vontade, de me sentir mais arrumada… Ao mesmo tempo, não queria ter que carregar o sapato no bagageiro pra trocar ao chegar, pois como subo 2 lances de escadas carregando a bicicleta para o escritório, economizo o quanto posso de peso, sempre.

Foi então que comecei a sonhar com o “dia em que eu iria pedalar de salto alto”.  Em minhas pesquisas no Google, via muitas imagens de mulheres de salto alto na bike, mas demorei pra me sentir a vontade em ligar o botão “que se dane quem me olhar torto na rua”.

Escolhi um sapato confortável o suficiente, um scarpin não muito alto, pra fazer o teste. E AMEI! Cheguei no trabalho me sentindo a mulher mais descolada da cidade, andando de bike de salto alto e na maior naturalidade… 😛

DSC03795

A partir desse dia, não deixo mais de usar meus sapatinhos pra ir ao trabalho de bike quando quero e uso os de salto fino, salto grosso e anabelas…

Porém, para quem quer tentar, faço algumas recomendações:

– Use sempre a parte da frente dos pés para pedalar, NUNCA encaixe o pedal naquele vão entre o salto e a parte da frente do sapato, pois pode trancar o pé quando você precisar tirar os pés do pedal para parar e você irá cair.

salto

– a sola do sapato não pode ser muito lisa, pois vai escorregar e pode provocar algum acidente;

– Sapatos de plataforma NÃO são indicados, dificultam o equilíbrio e a pedalada;

– Saltos muito altos e finos também NÃO são indicados, podem virar seu pé na hora em que precisar parar bruscamente.

– Em distâncias longas pode ser muito desconfortável o uso do salto alto, nesse caso é melhor levar o sapato no bagageiro e trocar no seu destino.

IMG_8035-1024x1024

Confraternização entre os grupos de pedal de Floripa

2f86052ddd946a637b5788e65d856ef4

Pinterest

Hoje é um dia especial para os ciclistas de Floripa!

A Della Bikes fez o convite para hoje, dia 15/12, reunirmos todos os grupos de pedal de Floripa para um Pedal Confraternização de fim de ano.

Vamos todos nos reunir em frente ao bar Koxixo’s que fica na Praça República da Grécia, Beiramar Norte às 20:30h e de lá sairemos em direção ao centro da cidade via Beiramar, Av. Paulo Fontes, Av. Hercílio Luz, Catedral e Praça XV, finalizando no Parque da Luz, na cabeceira da Ponte Hercílio Luz – cenário perfeito para aquela foto da galera!

O evento no Facebook já tem mais de 240 ciclistas confirmados, será uma grande festa!

Venha confraternizar com a gente!

😉

 

 

Papo sobre Cycle Chic

Olá pessoal! Na semana passada nós falamos aqui sobre o bate papo sobre Cycle Chic que aconteceria lá na Bicicletaria Garupa, lembram? Aliás, quem ainda não conhece a Garupa, vale a pena fazer uma visita, uma bicicletaria super descolada e diferente de qualquer outra que já se viu em Floripa.

Saímos do centro acompanhadas da Brigitte e da Henriqueta (as bicicletas) e percorremos aproximadamente 7 km até o local. Fomos vestidas de acordo com nosso estilo, como costumamos nos vestir no dia-a-dia, eu de macaquinho de viscose e a Michelle de shortinho, camiseta e blazer.

papo cycle

Na saída… E no percurso!

Chegando lá o bicicletário já estava quase lotado, mas ainda havia um paraciclo livre onde pudemos amarrar nossas magrelas. 😀

10351400_869287043102297_5045794366416004399_n

Eu e a Brigitte (a bike), no bicicletário clicadas por Fabricio Souza.

Muita gente foi prestigiar, tanto mulheres quanto homens, e nós fizemos alguns registros do evento pra mostrar como foi.

IMG_4958

Naiara mostrando uma capa de chuva, super linda…

IMG_4961

IMG_4963

IMG_4968

O papo rolou solto, super descontraído graças à leveza com que a Naiara compartilhou suas histórias.

Com muito bom humor, Naiara abordou vários temas dos quais nós já falamos aqui no blog também, mostrou dicas super importantes sobre vestuário, maquiagem, o que fazer com o cabelo, como usar saias e vestidos mesmo indo de bike, como se proteger do sol, da chuva… Fez tudo parecer tão simples e óbvio!

Teve pipoca para a galera e quem quis acompanhou com uma cerveja, que aliás sempre tem disponível para comprar no Garupa e estava geladíssima!

Nós adoramos o evento. Foi muito legal conhecer algumas leitoras do blog, assim como conversar com pessoas que já usam a bicicleta no dia a dia e outras que querem começar. Sentir que o papo deu ânimo para mais gente colocar suas bikes na rua e começar a praticar o Cycle Chic por aí foi o ponto alto do evento. Precisamos de cada vez mais eventos como esse pela cidade.

Agradecemos aqui o convite, e a receptividade de todos. 😉

Beijinhos, Aline.

Uma vontade e pneu furado…

Neste fim de semana que passou estive no Vale dos Vinhedos em Bento Gonçalves na Serra Gaúcha, a terra dos vinhos. Que lugar encantador…
Infinitos tons de verdes compõem a paisagem, intermináveis parreiras de uvas se estendem por todo o vale, a cada curva um convite para conhecer uma vinícola, cada uma com sua peculiar produção de vinhos, sucos e geléias… Sem falar na comida: massas caseiras, galeto, carnes, queijos, polentas… hummmm. É um lugar onde se come e bebe muito bem!

Bom, a razão da minha viagem foi aproveitar um compromisso de trabalho que meu namorado tinha na região para conhecer o lugar e ainda comemorar nosso aniversário de namoro. E foi perfeito!

DSC04072

DSC04003

Ficamos hospedados em uma pousada familiar no Vale dos Vinhedos, super aconchegante e com atendimento nota dez! A pousada chama Ca’di Valle e a própria família toma conta de tudo. Fomos muito bem recebidos pela dona da pousada, a Sra Vilma, que nos esperava com sucos e vinhos produzidos ali mesmo na propriedade… que felicidade!

Depois de conhecer a pousada, visitar o parreiral de uvas e o local onde é feito o vinho da familía, o Thiago foi cuidar dos compromissos de trabalho dele e fui procurar o que fazer nesse tempo. Com o dia lindo que estava e aquela paisagem incrível ao redor, na hora pensei: “vou perguntar para a dona Vilma se eles não tem um bicicleta pra me emprestar, rs”. E não é que ela tinha!? Iupiiiiii… o/
Os pneus estavam vazios, então lá foi o esposo da dona Vilma, o seu Jandir, encher os pneus para mim… rs.

E lá fui eu explorar a redondeza, advertida pela família que andar pelo asfalto seria perigoso por não ter acostamento e os carros andarem em uma velocidade muita alta por ali. Ok, me conformei com a ideia de que não poderia ir muito longe. Coloquei uma blusa de viscose manga longa, pois apesar do sol tinha um arzinho frio pela manhã, e um short de alfaiataria com sapatilha para o meu passeio.

DSC04016

DSC04013

Só que a minha alegria não durou muito, logo que cheguei na saída da pousada vi que o pneu de trás estava vazio novamente, estava furado…  🙁

Mas tudo bem, consegui fazer umas fotinhos e registrar a beleza do lugar.

Conversando com a familia depois, fiquei sabendo que já existe um projeto reivindicando ciclovias no Vale do Vinhedos… Boa notícia! A gente só espera que não demore décadas, por a região é linda e é um roteiro e tanto para o pessoal que curte cicloviagem.

😉

 

O que fazer com a maquiagem quando você vai de bike?

Hoje vim falar de um assunto essencial para muitas mulheres, a maquiagem. Se você está se empolgando em começar a ir para o trabalho de bike, certamente já pensou: mas e a maquiagem, como faço para não chegar com tudo derretido ou borrado no trabalho? Bom, vou falar do que tenho experimentado nos meus dias e tentar ajudar você a lidar com a maquiagem quando você vai de bike…

externas-15

Estamos na Primavera, o calor já aumentou e manter o glamour até chegar ao trabalho pode ser desanimador pra quem não dispensa a maquiagem como eu. Nas minhas experiências indo para o escritório de bike, fui testando e descobrindo o que funcionava pra mim e vou dividir aqui com vocês como fazer quando o clima está assim “caliente”:

– Saia de casa mais cedo e pedale mais devagar, isso vai evitar a transpiração excessiva, vai parecer que você foi caminhando;

– Não leve mochila ou bolsa nas costas, prenda-a ao bagageiro ou cestinha, a sensação de frescor durante o percurso fará você transpirar menos;

– Se puder, escolha trajetos com mais sombras;

– Programe-se para chegar pelo menos uns 15 minutos antes do horário e vá ao toillette para refrescar-se, desacelerar e esfriar o corpo;

– Em dias assim mais quentes eu saio de casa só com o filtro solar, corretivo e um óculos de sol bem grande no rosto e faço a maquiagem depois de chegar no trabalho e esfriar o corpo, aí sim eu capricho;

– Lenços umedecidos e uma toalhinha na mochila podem ser muito úteis em qualquer momento.

Sabemos que  deixar o carro em casa para ir de bike trabalhar não acontece assim da forma mais natural do mundo, merece paciência na adaptação. Mas lembre que você está fazendo uma opção, precisa boa vontade, criatividade e bom-humor! 😉

E você, faz algo diferente ou tem algum truque que pode compartilhar conosco? Conta aí!

Evento – Papo sobre Cycle Chic

Essa semana vamos participar de um evento super bacana e queremos convidar vocês, leitores do blog.

Um papo sobre Cycle Chic, pedalar com as roupas do dia a dia.

Naiara Lima, é expert em usar a bike no dia-a-dia e vai dividir conosco dicas e técnicas que aprendeu na prática. Não é o máximo?

– Para quem anda de bicicleta e quer novas técnicas de como se vestir;
– Para quem não pedala, mas tem vontade;
– Para quem pedala no maior glamour e quer compartilhar suas ideias também;
– Para quem está revoltado com o preço da gasolina.

O evento é grátis e acontece nesta quinta-feira dia 20/11 na Bicicletaria Garupa a partir das 19h.

Endereço: Rua Francisco Goulart, 42 – loja 6 – Trindade – Florianópolis.

E vai ter pipoca! 😀

10151757_863574240340244_6426840179888063028_n

Imagem: Vinícius Leyser da Rosa

 

Por um mundo com mais glamour e menos lycra!

Nos vemos lá!

 

 

 

 

 

Pedalar em grupos

Como falei no primeiro post desse blog, logo que eu e o Ari começamos a pedalar, procuramos grupos de ciclistas para acompanharmos. Queríamos nos enturmar e aprender com o pessoal que já pratica o ciclismo há mais tempo aqui em Florianópolis. Outro motivo para pedalar em grupos é a segurança, pois principalmente quando se pedala à noite, quanto mais bicicletas reunidas (sempre utilizando itens de segurança) mais facilmente seremos vistos pelos motoristas, evitando surpresas desagradáveis.

Quando se pedala em grupo há muita troca de experiência e isso também ajuda a se ambientar logo com componentes da bicicleta, como cuidar, o que precisa levar e até como troca a marcha (pois é, no começo nem isso eu sabia!).

1392564_638746686168271_118697938_n

Outro ponto positivo é que você vai conhecer muitas outras rotas, lugares diferentes, ou até mesmo lugares que já conhecia, mas pedalando você vai descobrir detalhes que jamais teria visto da janela do carro, pode apostar!

10628513_10152598243795700_8293191208344439585_n

Mas o melhor de andar em grupo é que você irá ganhar muitos e bons amigos! Não importa de onde vem, quanto ganha ou o que faz, você vai conhecer gente que já pedala há muito tempo ou nem tanto, e que sempre tem algo para somar, o companheirismo é incrível! Sempre vai ter alguém pra te dar uma dica ou mesmo pra ajudar a trocar um pneu que furou…

10522095_776181189093512_4329615913360517788_n

Logo logo, você não vai mais querer perder o pedal, não só pelo condicionamento que já adquiriu, mas pra ver os amigos! Aí como dizem, vira vício dos bons!! 😀

10702185_795030107220495_2012100382143788693_n

Informe-se sobre grupos de ciclismo na sua cidade. Aqui em Floripa tem pra todos os níveis, desde o iniciante até o avançado/pro, e se quiser também tem grupo só de meninas! O Blog Bicicletopolis fez um mapa bem atualizado de onde sai cada grupo e dias da semana, confira lá!

E aí, tá esperando o que pra começar?

Look do dia para ir de bike

Oi gente!

Eventualmente vou mostrar aqui os looks que uso para ir de bike ao trabalho, e a outros lugares que me permitem desfrutar da companhia da Brigitte durante o trajeto.

Vamos ver um deles hoje:

 IMG_4556

Gosto muito de usar camisas, e em dias de temperatura amena ela cai como uma luva. A escolhida deste dia foi uma camisa fina estampada, compondo o look com calça de viscose e cinto de fivela dourada pra incrementar. Nos pés, a sapatilha amiga pra qualquer hora.

IMG_4541

Pra mim funciona super bem, fico arrumada enquanto estou no trabalho e na bike fico super segura pra pedalar e chegar sem me amassar!

😉

Pedalar faz bem para a saúde… e como faz!

Todos nós sabemos que atividade física é importante para a saúde, não só para manter a forma física como também para prevenir doenças. Mas nem todo mundo gosta de fazer academia e as vezes um exercício feito ao ar livre dá mais prazer e é mais estimulante. A bicicleta entra como uma boa alternativa neste caso, pedalar faz bem para a saúde.

O ciclismo praticado como esporte traz benefícios físicos visíveis e também emocionais, o que contribui e muito para a qualidade de vida. Por ser uma atividade aeróbica, pedalar ajuda na perda de peso, melhora a frequência cardíaca, acelera o metabolismo, diminui o stress, auxilia na redução do colesterol, previne a obesidade e também a hipertensão.

Durante o pedal grandes grupos musculares são recrutados… coxas, panturrilhas e abdominal agradecem! O ciclismo tem a grande vantagem de ser uma atividade de baixo impacto, articulações, músculos e tendões não sofrem durante o exercício, o que faz com que ele possa ser praticado por quase todos. Porém, consultar um especialista antes de iniciar uma atividade física é muito importante.

No início de 2013, depois de 2 anos parada, eu voltei a fazer atividade física e mudei meus hábitos alimentares, o que me fez emagrecer e não engordar mais. Hoje faço treinamento funcional cinco vezes por semana, as vezes faço corrida (de leve) e agora estou incluindo a bicicleta na minha rotina de treinos para acelerar meu metabolismo e assim queimar mais gordura, e também melhorar meu condicionamento físico.

DSC03578

Ponto de partida: Beira mar norte

DSC03573

DSC03593

Paradinha no bairro João Paulo, descanso de dois minutos antes da volta.

Foram quase 15 km dessa vez, não foi muito, mas as pernas chegaram bambas e a sensação depois é muito boa… eu quero mais!

Como vocês já sabem, a Aline usa a bike como esporte há mais tempo, inclusive para viajar. Em breve traremos relatos dessas viagens. 😉

Beijinhos… Michelle.