Convite – Picnic Bela na Bike + Pedal Glamour 2ª Edição

Demorou, mas finalmente faremos a 2ª edição do Picnic Bela na Bike + Pedal Glamour! Yeahhh!!

picnic-evento-facebook-CAPA (1)

Depois da primeira edição que foi no Parque de Coqueiros, vamos agora nos reunir no Parque Natural Municipal do Morro da Cruz, um local pouco conhecido na cidade e que merece ser muito visitado.

Possui uma infraestrutura excelente e conta com uma vista espetacular, além de várias trilhas, quadras de esportes, brinquedos para crianças e etc. Em uma cidade carente por bons espaços comunitários – especialmente no Inverno – como Florianópolis, incentivar a descoberta de novos lugares públicos é algo que faz bem para as pessoas e também para a cidade.

Entrada do Parque - foto: Petra Mafalda/PMF

Entrada do Parque – foto: Petra Mafalda/PMF

Parque Natural Municipal do Morro da Cruz. foto:Petra Mafalda/PMF

Parque Natural Municipal do Morro da Cruz. foto:Petra Mafalda/PMF

 

 

 

 

 

 

 

O plano é simples: reunir pessoas legais, que gostam de pedalar – ou que querem começar – para trocar ideias e comidinhas. O picnic irá começar com um pedal, às 14 horas, saindo da Praça Gov. Celso Ramos (Praça da Woa). De lá, subiremos até o Parque. É uma ótima oportunidade para quem nunca subiu o Morro da Cruz pedalando, considerando que teremos a companhia do grupo e faremos apenas uma parte da subida (o parque fica localizado no meio da ladeira, ufa!). Para quem já é habitué do trajeto, será uma oportunidade festiva de vencer o morro mais uma vez.

Quem não se considera preparado para ir pedalando, poderá ir a pé ou mesmo pegar um ônibus. Há algumas vagas para carros no parque, mas são bem limitadas. Quem preferir ir de carro, poderá oferecer caronas no evento do Facebook. Afinal, a intenção é exaltar a coletividade.

O evento é gratuito e aberto para todos.

Estão todos convidados.

Domingo, 16 de Julho a partir das 14h.

Evento no facebook: AQUI

Atrações:

Como se pedalar, comer e conversar já não fosse bom o bastante, ainda teremos outras atrações para o dia, como:

  • Oficina Comunitária com Guerrilla Bike Coletivo
    Tragam suas bikes pra fazermos ajustes e pequenos reparos totalmente grátis, e também suas peças encostadas pra vender, trocar, doar… Check up da bicicleta, dicas para pedalar com mais segurança no trânsito, como resolver pequenos problemas na bike de maneira rápida, uso correto das marchas, altura do selim, etc.
  • Apresentação do projeto Saia na Bike com Brenda Goedert
    Muitas mulheres simpatizam com a bike mas ainda assim muitas destas mulheres resistem em incluir a magrela na rotina do seu dia a dia, muito disso por falta de conhecimento, segurança ou até mesmo companhia. O Saia Na Bike nasce para auxiliar essas mulheres a se empoderarem por meio da bicicleta e vem como uma nova fonte de conteúdo independente para estimular a independência feminina em duas rodas!
  • Oficina de Bike Polo com Deisy Christoff
    O Bike Polo surgiu na Irlanda aproximadamente em 1891, quando a bike veio para substituir os cavalos, respeitando os dias de descanso dos animais. Em 2017, Floripa sediou o II campeonato Sul Americano! Evento lindo, porém com nenhuma disputa de times femininos.
    Assim, a oficina Bike Polo com essas minas lindas vem para apresentar esta nova forma de se divertir, de aumentar a participação feminina, de mostrar como melhorar habilidades como equilíbrio, agilidade, concentração, coordenação e resistência.
    Levar: capacete, a magrela e a vontade de aprender e se divertir!
  • Vinhos com Empório Dijon
    Pode só levar as comidinhas porque o Empório Dijon estará no evento vendendo uma seleção de vinhos em taça! Teremos vinho tinto, rosé e espumante para garantir uma tarde ainda mais gostosa!

Você tem alguma atividade que se enquadra no evento? Escreva para nós 🙂

Participe, convide os amigos, venha curtir o lado de fora!

 

12 Regras para Pedalar de Forma Segura

LEI-N-9.917-2013-Lei-da-Bicicleta

Quase todo mundo aprende a andar de bicicleta quando criança. Comigo foi assim e aprendi a sempre que possível andar pela calçada, na contra mão e longe dos carros pra garantir minha segurança, certo? Errado! Tem muita coisa sobre andar de bicicleta que aprendemos errado e que cada vez mais se faz necessário a orientação correta, dos ciclistas e dos motoristas também. Afinal, os motoristas são grandes responsáveis pela segurança dos ciclistas nas ruas.

Bicicletas, triciclos e outras variações são todos considerados veículos, com direito de circulação pelas ruas e prioridade sobre os automotores. Quem regulamenta a circulação dos veículos nas ruas brasileiras é o Código Brasileiro de Trânsito e lá está bem claro todos os direitos e deveres dos ciclistas e motoristas.

Vamos colocar aqui as regras que citam as bicicletas de forma resumida para o melhor entendimento. É essencial que essas regras sejam de conhecimento de qualquer ciclista e motorista também, vamos então as 12 regras para pedalar de forma segura:

  1. O respeito entre os veículos ocorrerá sempre em ordem decrescente: veículos de maior porte serão sempre responsáveis pela segurança dos menores, assim como os motorizados pelos não motorizados e, juntos serão responsáveis pela segurança dos pedestres. (Art. 29)
  2. Se não há ciclovia, ciclofaixa ou acostamento, o lugar de bicicleta é na rua, no mesmo sentido dos carros e nas faixas laterais da via. Bicicleta tem preferência sobre os veículos automotores. (Art. 58)
  3. Veículos motorizados devem deixar a distância lateral de um metro e cinqüenta centímetros ao passar ou ultrapassar uma bicicleta, deixar de fazer isso é considerado infração média com penalidade de multa. (Art. 201)
  4. Colar na traseira do ciclista ou esmagá-lo contra a calçada é infração grave. (Art 192)
  5. Motoristas não devem “fechar” bicicletas. O Código Brasileiro de Trânsito diz que antes do condutor entrar à direita ou à esquerda em outra via, ou para entrar em terremos, prédios garagens, etc., ele deve ceder passagem aos pedestres e ciclistas, assim como os veículos que transitam pela pista contraria. (Art 38)
  6. Ameaçar o ciclista com o carro é infração gravíssima. (Art. 170)
  7. O carro deve dar preferência de passagem ao ciclista/pedestre quando ele estiver atravessando a via na faixa a ele destinada, até mesmo quando ele não tenha concluído a travessia na abertura do sinal verde ao motorista. (Art. 214)
  8. O ciclista deve sinalizar suas ações com antecedência, como por exemplo, indicando com o braço uma conversão à direita. E respeitar os semáforos e faixas de pedestres igual aos carros.
  9. Calçada é para pedestre. A circulação de bicicletas nos passeios só é permitida mediante autorização do órgão ou entidade com circunscrição sobre a via e a bicicleta deve estar devidamente sinalizada por este. Se você quiser andar com a bike sobre a calçada, tem que descer e empurrar. Pedalar sobre a calçada é infração média e pode gerar multa e apreensão da bicicleta. (Art. 68)
  10. Sempre que não houver acostamento ou faixa destinada as bicicletas, estas devem trafegar em fila única. (Art. 247)
  11. São equipamentos obrigatórios da bicicleta a campainha, sinalização noturna dianteira, traseira, lateral e nos pedais, e espelho retrovisor do lado esquerdo. O capacete não é obrigatório, mas para percorrer grandes distancias seu uso se faz necessário, caso haja alguma queda. (Art. 105)
  12. Pedalar usando fones de ouvido é infração média e implica em multa. (Art. 252)

Aposto que tem muita coisa que você não sabia né?

Por isso a necessidade de campanhas de conscientização e educação dos motoristas e também ciclistas. É verdade que todo motorista deveria saber o que consta no Código Brasileiro de Trânsito, mas na prática sabemos que isso não acontece, poucos têm esse conhecimento e aplicam. E isso também ocorre muito com ciclistas.

Então, proponho a você que comece a divulgar essas regras no seu círculo de amizades, em casa, com a família. Sensibilize quem está próximo a você. Assim, a informação vai se propagando e a nossa segurança aumentando…

😉

 

Fonte: www.vadebike.org, Código Brasileiro de Trânsito.